julho 29 2020 0Comment

Projeto de Lei dispõe sobre a visita virtual, por meio de videochamadas, de familiares a pacientes internados em decorrência do novo coronavírus (COVID-19)

Um dos maiores desafios causados pela pandemia do coronavírus é restrição e até mesmo a proibição de visitas aos pacientes que se encontram internados em ambiente hospitalar.

Principalmente para os pacientes com diagnóstico de Covid-19, esse isolamento causa tanto aos pacientes quanto aos seus familiares uma imensa angústia o que pode impactar na sua recuperação.

Os pacientes ficam dias e dias sem contato com seus entes queridos em um ambiente estranho e frio e os familiares ficam privados do contato visual com o seu parente, apenas recebendo boletins médicos.

A situação está pior para os pacientes em fim de vida em razão das complicações causadas pelo COVID – 19, estes muitas vezes falecem sem que os rituais de despedida sejam realizados Estes rituais são de extrema importância, tanto para quem está partindo quanto para os que ficam, já que com eles os ciclos fechados, conversas são realizadas, perdões são concedidos e pedidos, ou seja, é um momento de reparação que permite que o paciente parta sem a angústia de ter que partir com um assunto inacabado.

Não se questiona a medida de restrição ou de proibição de visitas, pois esta tem por objetivo a segurança dos pacientes, profissionais e da própria população. Entretanto, existem outras formas de visita, como se propõe no Projeto de Lei, a videochamada.

Para minimizar o sofrimento causado pela proibição de visitas, esse Projeto de Lei foi proposto para autorizar a realização de visitas virtuais (videochamadas) o que já vem sendo realizado por algumas instituições hospitalares.

Entendemos que mesmo sendo ainda um Projeto de Lei, nada impede que os médicos e as instituições de saúde apliquem na prática a videochamada, sempre que possível, pois trata-se de tema humanitário e afeto ao princípio bioético da beneficência.

Com os devidos cuidados, profissionais de saúde e instituições podem sim tornar o fim de vida dos pacientes mais humano e afetivo, e através da videochamada trazer um pouco mais da vida desse paciente para dentro do hospital, permitindo uma melhor recuperação ou fim de vida.

A íntegra do PL encontra-se aqui.

projetodelei #cuidadospaliativos #coronavirus #covid19 #pandemia #direitodopaciente #autonomiadopaciente #principiodabeneficencia #bioetica #cfm #hospitais #medicos #televisita #videochamada #enfermeiros #bulcaoezeferino

admin

Escreva uma resposta ou comente